Técnica: “Onde fica a Liberdade de Expressão?”

Essa é uma técnica de intimidação, onde o neo-ateu, depois de xingar, faz um apelo ao público, tentando transformar a manifestação dele em legítima e a sua em típica de um monstro totalitárioPodem dizer que você é “fascista” e que está tentando impedir que “ateus expressem suas opiniões”. Como a maior parte dos neo-ateus declarados que encontrei na internet não se contentam só em argumentar e precisam xingar, essa é uma estratégia que precisa ser levada em consideração. Exemplo abaixo:

  • NEO-ATEU: Deus é o amigo imaginário dos adultos estúpidos.
  • REFUTADOR: Você acredita que Deus não existe. Ok. Mas precisa ofender por isso?
  • NEO-ATEU: Quer me censurar? Onde fica a liberdade de expressão? Você quer os ateus fiquem caladinhos, não é?

Existe diferença entre uma crítica elegante à religião e a ofensa pura e simples. Quem posta apenas ofensa, e não argumentos, deve ser cobrado por isso. Uma coleção de insultos mais comuns (e genéricos) pode ser visto a seguir:

  • Ateus acreditam apenas em evidências, religiosos apenas em fantasias idiotas
  • Ateus são fortes, teístas são fracos
  • Ateus são inteligentes, religiosos são estúpidos
  • Crentes não usam o cérebro e são todos fanáticos
  • O mundo teria mais paz com a eliminação dos religiosos
  • Quem lê a “Gibíblia” é idiota e manipulado
  • Etc.

Mais ofensas neo-ateístas, em forma de charge, podem ser vistas nesse post do blog Luciano Ayan. Já demonstrei aqui, no post “Ateus são cocô [Link quebrado]  “, que o radicalismo teísta também devem ser denunciado, portanto, não estou sendo parcial.

Quando um neo-ateu xingar em um debate, a postura adotada pode ser mais ou menos essa:

  • NEO-ATEU: Deus é o amigo imaginário dos adultos estúpidos.
  • REFUTADOR: Você acredita que Deus não existe. Ok. Mas precisa ofender por isso?
  • NEO-ATEU: Quer me censurar? Onde fica a liberdade de expressão? Você quer os ateus fiquem caladinhos, não é?
  • REFUTADOR:  Não se trata de ficar caladinhos, trata-se de frases levianas. Se você posta material ofensivo sobre teístas, isso vai queimando o filme dos ateus. E não seja hipócrita se alguém fizer o mesmo com você amanhã… (se for um caso de mentalidade revolucionária, ele não só não vai entender, como vai achar que está sendo justo; portanto, o melhor a fazer depois disso é ignorar)

Conclusão

O neo-ateu até pode reclamar e pedir “liberdade de expressão”. Mas toda liberdade implica em responsabilidade. Assim, quando aloprados como Datena fizeram suas manifestações e o público, que já teve contato com ofensas de neo-ateus e acham que eles REPRESENTAM o ateísmo, achar que elas são válidas, criando um ambiente hostil a quem acredita que Deus não existe, eles deverão ser os responsabilizados. O mesmo respeito que ele der, hoje, para os religiosos, será o que será dado para os ateus amanhã pela população.

OBS.: Muitas vezes os neo-ateus tentam usar a desculpa que são uma “classe discriminada” e, por isso, não devem ser questionados por suas ofensas. Luciano Ayan fez uma boa observação sobre isso no seu texto sobre a Estratégia Gato de Botas. Recomendo a leitura.

Anúncios